Bichectomia

A técnica, que consiste em retirar gordura das bochechas (chamada de bolsa ou bola de Bichat), é recomendada para melhorar o formato oval do rosto e modelar as bochechas de forma harmônica, deixando-as mais finas e sinalizadas e para pacientes que possuem hipertrofia (aumento) das bolas de Bichat.

Bichectomia

imagem: instagram @fabioricardobarros

Esse procedimento deve ser realizado com profissional experiente, já que existem estruturas importantes perto do local a ser operado como o ducto parotídeo, artéria maxilar e facial.

Casos indicados e o procedimento

O procedimento será sempre avaliado por profissional qualificado. Ele dirá se há necessidade do paciente se submeter a cirurgia e quais são as suas expectativas. A bichectomia é indicada para pessoas que costumam morder muito a parte interna da bochecha, apresentam o formato do rosto muito arredondado, volume pouco definido, bochechas muito grandes ou pouca definição da mandíbula em razão da gordura da papada e do pescoço.

Sem deixar cicatrizes externas, a cirurgia é bem simples e dura entre 30 minutos e uma hora. Com anestesia local, é realizada uma pequena incisão dentro da boca bem em cima da bola de Bichat em cada lado da face. Em seguida, é pressionado o lado externo da bochecha para que a gordura atravesse o corte e a mesma é removida com uma pinça.

Bichectomia

imagem: instagram @fabioricardobarros

Na primeira semana após o procedimento, é recomendável que o paciente tenha uma dieta leve e faça compressas de gelo no local, que, provavelmente, ficará inchado. O paciente deve também evitar esforço físico, ingestão de alimentos quentes e exposição ao sol.

Em qual idade pode se realizar uma bichectomia

É recomendado que o procedimento seja feito a partir dos 18 anos, quando o rosto já cresceu por completo

Quais são as vantagens

A bichectomia melhora muito a autoestima do paciente tratado, principalmente aquele que tem bochechas acentuadas, além da pessoa que possui um rosto mais infantil, mesmo depois de adultos, por conta do volume das bolas de Bichat.

Isso porque a cirurgia deixa as maçãs do rosto mais marcadas e os traços mais delicados, trazendo harmonização e simetria facial, com o diferencial de proporcionar um resultado extremamente natural.

Bichectomia

imagem: Canva.com

A intervenção não deixa cicatrizes aparentes, visto que a incisão é realizada na parte interior da bochecha, uma região que se regenera rapidamente.

Cuidados pós-operatório

São recomendados os seguintes cuidados após o procedimento: evitar tomar exposição prolongada ao sol nas primeiras semanas ou enquanto houverem áreas roxas, deixar a cabeça levemente levantada ao dormir, fazer compressas geladas nos primeiros três dias, evitar fumar e adotar uma alimentação líquida e pastosa nas primeiras horas.

Essas medidas podem evitar problemas como má cicatrização ou até mesmo infecções. Não pode, principalmente, deixar de fazer a higiene bucal, uma vez que qualquer bactéria ou agente maléfico pode também gerar uma infecção. Em caso de dores, é recomendado o uso de analgésicos.

Dr Fabio Barros é cirurgião-dentista, especializado em procedimentos relacionados à harmonização facial. Atualmente o profissional possui um consultório no bairro do Leblon, na Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro, mais especificamente na rua Ataulfo de Paiva 1251/ sala 210. Recentemente montou um curso sobre resolução de intercorrências em harmonização, que foi um sucesso, e em breve lançará o curso também no formato online, para aqueles profissionais que pretendem se capacitar ainda mais.